Hipodermóclise - ferramenta terapêutica para o cuidado de enfermagem e saúde

Willian de Andrade Pereira de Brito, Carla Lube de Pinho Chibante, Fátima Helena do Espírito Santo

Texto completo:

HTML

Resumen

Introdução: a hipodermóclise é uma alternativa tecnológica utilizada na administração de fluidos dentro do espaço subcutâneo. Essa técnica se apresenta como uma estratégia terapêutica que contribui, não somente, para a administração de medicamentos e fluidos, como no auxilio ao estimulo da autonomia e autocuidado do indivíduo.

Objetivo: identificar como a hipodermóclise vem sendo abordada na literatura.

Métodos: trata-se de uma revisão integrativa, onde foi realizado um levantamento sobre artigos publicados nos bancos de dados da MEDLINE; BDENF; CUMED e LILACS, entre os anos de 2005-2015. Sendo utilizados para a busca os seguintes descritores: hipodermóclise; enfermagem; saúde.

Conclusões: foram selecionados 11 artigos que deram origem a três categorias temáticas: 1) Terapia subcutânea, uma via alternativa para o cuidado em saúde; 2) Hipodermóclise: técnica, utilização e aplicabilidade; 3) Hipodermóclise: tecnologias em saúde e a equipe de enfermagem. Apesar da necessidade de novos estudos sobre a temática, a técnica de hipodermóclise representa uma alternativa terapêutica a assistência do cuidado de enfermagem e em saúde. Com comprovada eficácia clínica e a possibilidade da sua utilização tanto no ambiente hospitalar, como em domicílio, ressaltam-se questões referentes ao conforto, tolerância e comodidade do paciente.

Palabras clave

hipodermóclise; tecnologia; enfermagem; terapêutica.

Referencias

Justino ET, Tuoto FS, Kalinke LP, Mantovani MF. Hipodermóclise em pacientes oncológicos sob cuidados paliativos. Cogitare Enferm. 2013 [acesso 3 Ago 2015];18(1):84-9. Disponível em: http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs/index.php/cogitare/article/view/31307

Pontalti G, Rodrigues ESA, Firmino F, Fábris M, Stein MR, Longaray VK. Via subcutânea: segunda opção em cuidados paliativos. Rev HCPA. 2012 [acesso 3 Ago 2015];32(2): 199-207. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/hcpa/article/viewFile/26270/19181

Takaki CYI, Klein GFS. Hipodermóclise: o conhecimento do enfermeiro em unidade de internação. ConScientiae Saúde. 2010 [acesso 7 Jun 2015];9(3):486-96. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/929/92915180020.pdf

Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvão CM. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enferm 2008 [acesso 8 Ago 2015];17(4):758-64. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v17n4/18.pdf

Klein CG, Cicinnati V, Schmidt H, Ganten T, Scherer MN, Braun F, et al. Compliance and tolerability of subcutaneous hepatitis B immunoglobulin self-administration in liver transplant patients: A prospective, observational, multicenter study. Ann Transplant. 2013 [acesso 7 Jun 2015];18:677-84. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24335787

Freedman MS, Stefano ND, Barkhof F, Polman CH, Comi G, Uitdehaag BMJ, et al. Patient subgroup analyses of the treatment effect of subcutaneous interferon b-1a on development of multiple sclerosis in the randomized controlled Refelx study. J Neurol. 2014 [acesso 5 Jun 2015];261:490-99. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3948518/

Tew WP, Gordon M, Murren J, Dupont J, Pezzulli S, Aghajanian C, et al. Phase 1 Study of VEGF Trap (Aflibercept) Administered Subcutaneously to Patients with Advanced Solid Tumors. Clin Cancer Res. 2010 [acesso em 10 Jun 2015];16(1):358-66. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4211604/

Kurrasch R, Brown JC, Chu M, Craigen J, Overend P, Patel B, et al. Subcutaneously Administered Ofatumumab in Rheumatoid Arthritis: A Phase I/II Study of Safety, Tolerability, Pharmacokinetics, and Pharmacodynamics. J Rheumatol. 2013 [acesso 2 Jul 2015];40:1089-96. Disponível em: http://www.jrheum.org/content/40/7/1089.full

Spandorfer PR, Mace SE, Okada PJ, Simon HK, Allen CH, Spiro DM et al. A Randomized Clinical Trial of Recombinant Human Hyaluronidase - Facilitated Subcutaneous Versus Intravenous Rehydration in Mild to Moderately Dehydrated Children in the Emergency Department. Clin Ther. 2012 [acesso 5 Jun 2015];34:2232-45. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23062548

Perera AH, Smith CH, Perera AH. Hipodermoclisis en pacientes con cáncer terminal. Revista Cubana de Medicina. 2011 [acesso 3 Jun 2015];50(2):150-6. Disponível em: http://scielo.sld.cu/pdf/med/v50n2/med05211.pdf

Bruno VG. Hipodermóclise: revisão de literatura para auxiliar a prática clínica. Einstein. 2015 [acesso 3 Jun 2015];13(1):122-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/eins/v13n1/pt_1679-4508-eins-1679-45082015RW2572.pdf

Bittner B, Richter WF, Hourcade-Potelleret F, McIntyre C, Herting F, Zepeda ML, et al. Development of a Subcutaneous Formulation for Trastuzumab- Nonclinical and Clinical Bridging Approach to the Approved Intravenous Dosing Regimen. Arzneimittelforschung. 2012[acesso 2 Jul 2015];62:401-9. Disponível em: https://www.thieme-connect.com/products/ejournals/abstract/10.1055/s-0032-1321831

Zironde ES, Marzenini NL, Soler VM. Hipodermóclise: redescoberta da via subcutânea no tratamento de indivíduos vulneráveis. Cuidarte Enferm. 2014 [acesso 2 Jul 2015];8(1):55-61. Disponível em: http://fundacaopadrealbino.org.br/facfipa/ner/pdf/cuidarte_enfermagem_v8_n1_jan_jun_2014.pdf

Lopes AP, Esteves R, Sapeta, P. Vantagens e desvantagens da terapêutica e hidratação subcutânea. 2012. 48f [dissertação]. Instituto Politécnico de Castelo Branco. 2012 [acesso 25 Ago 2015]. Disponível em: https://repositorio.ipcb.pt/handle/10400.11/1615

Azevedo EF. Administração de antibióticos por via subcutânea: uma revisão integrativa da literatura. 2011. 153f [dissertação]. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto; 2011 [acesso 25 Ago 2015]. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-19012012-104714/pt-br.php

Ministério da Saúde (BR). Instituto Nacional do Câncer. Terapia subcutânea no câncer avançado. Instituto Nacional do Câncer. Rio de Janeiro: INCA; 2009 [acesso 20 Ago 2015]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/inca/Terapia_subcutanea.pdf

Gaspar PJS, Costa RPP, Costa JEG, Fierro JMM, Rodrigues JO. Impacto da formação profissional contínua nos custos do tratamento das feridas crónicas. Rev Enferm Referência. 2010 [acesso 5 Jun 2015];3(1):53-62. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/pdf/ref/vserIIIn1/serIIIn1a06.pdf

Salvador PTCO, Oliveira RKM, Costa TD, Santos VEP, Tourinho FSV. Tecnologia e inovação para o cuidado em enfermagem. Rev enferm UERJ. 2012 [acesso 3 Jun 2015];20(1):111-7. Disponível em: http://www.facenf.uerj.br/v20n1/v20n1a19.pdf

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2017 Willian de Andrade Pereira de Brito, Carla Lube de Pinho Chibante, Fátima Helena do Espírito Santo

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional.