Significado da modalidade de preceptoria no âmbito da residência multiprofissional em saúde num Hospital Universitário

Cosme Sueli de Faria Pereira, Cláudia Mara de Melo Tavares

Texto completo:

HTML

Resumen

Introdução: o exercício da preceptoria é uma construção coletiva que se dá sempre com base em encontros, aposta-se que, nesse encontro, o preceptor opere como mediador e facilitador entre o estudante e o usuário dos serviços.
Objetivo: apresentar os significados da preceptoria no âmbito da residência multiprofissional em saúde num Serviço Ambulatorial Especializado em HIV/AIDS de um Hospital Universitário.
Métodos: pesquisa descritiva, de abordagem qualitativa, do tipo etnográfico à luz do referencial teórico de Edgar Morin. Os participantes desta pesquisa foram os docentes, preceptores, e residentes que exercem atividades assistenciais e de ensino no referido Serviço Ambulatorial Especializado em HIV/AIDS do Hospital em tela, que fica localizado no estado no Rio de Janeiro, no Brasil, que estavam em atividade regular acadêmica no período definido para coleta de dados.
Resultados: os significados de preceptoria encontrados tais como: acompanhar e orientar os residentes; promover a troca de saberes; processo de ensino e aprendizagem e interlocução entre o ensino e a assistência.
Conclusões: em consonância com o pensamento de Edgar Morin, devemos nos unir contra a fragmentação. Assim, tanto os residentes como os profissionais formadores, ao integrarem teoria com a prática, constroem possibilidades reais para atender às necessidades de saúde da população.

Palabras clave

Preceptoria; Enfermagem; HIV; Ensino

Referencias

- Freire P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 43. ed., São Paulo: Paz e Terra, 2011.

- Llanes Betancourt pós-graduação em enfermagem. Rev Cubana Enfermeiros [revista na Internet]. Março 2008 [cited 2015 02 de novembro]; 24 (1): Disponível em: http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0864-03192008000100001&lng=es

- Carmo RMCV do, Tavares CMM, Mourão LC. dynamics of education-service interaction in the infectious diseases sector of a university hospital. J Nurs UFPE on line., Recife, 8(Suppl. 1):2214-9, July., 2014

- Pereira CSF, Tavares CMM, Rosas AMMTF, Santos GS, Silveira PG, Lima TO. The practice of Preceptorship in dialog with Morin’s seven complex lessons. Standard Research Journal of Nursing and Midwifery 1(3): 041- 045, Sept.,2014.

- Peixoto LS, Tavares CMM, Daher DV. A relação interpessoal preceptor-educando sob o olhar de Maurice Tardif: reflexão teórica. Cogitare Enferm. 2014; 19(3):612-6

-Peixoto LS, Tavares CMM, Queiroz PP. research about the knowledge and teaching practice of the preceptor: a test pilot. J Nurs UFPE on line., 2014;8(7):2038-46

- Brant V. Formação pedagógica de preceptores do ensino em saúde. Juiz de Fora. UFJF. 2011

- Chiesa A, Nascimento D, Braccialli L, Oliveira M. A formação de profissionais da saúde: aprendizagem significativa à luz da promoção da saúde. Cogitare Enferm. 2007.12(2): 23-240. doi:10.5380/ce.v12i2.9829

- Feuerwerker L, Ceccim RB. Mudanças na graduação das profissões de saúde sob o eixo da integralidade. Cad. Saúde Pública 2004. .20(5):1400-10

.Minetto RC. Relato da implantação e evolução do Curso de Residência de Enfermagem n o Hospital de Base do Distrito Federal . In Anais do 10o Seminário

Nacional de Diretrizes para Educação em Enfermagem: 80 anos da ABEn: conquistas, avanços desafios e perspectivas na educação em enfermagem; 2006

Ago 9 –12; Brasília;2006.p.102

- Morin E .Os sete Saberes Necessários à Educação do Futuro. 3a. ed. São Paulo: Cortez; Brasília, DF: UNESCO, 2011

-Minayo MCS. Caminhos do pensamento: epistemologia e método. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 2002.

- Ministério da saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Humanização. Formação e intervenção / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Política Nacional de Humanização. – Brasília : Ministério da Saúde, 2010.

- Vargens OMC, Rangel TSA. Análisis Reflexivo sobre los Aspectos Sociales del HIV/AIDS: Feminización, Descriminación y Estigma Online braz. j. nurs. 2012. [Acesso em 05 mar.2013]. Disponível em http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/article/viewFile/3531/1325.

- Pereira CSF, Tavares CMM. Preceptorship in a HIV/AIDS specialized ambulatory of a College Hospital: an ethnographic study. Online braz j nurs [Internet]. 2013 October [Cited 2015 May 29]; 12 (0): 692-94. Available from: http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/article/view/4543. doi: http://dx.doi.org/10.5935/1676-4285.20134543

- Camilo SO, Maiorino FT, Chaves LC. O ensino de enfermagem sobre HIV/ Aids sob a ótica da cidadania. Rev Gaucha Enferm. 2013. 34 (3):117-123

- Pinto ACS, Pinheiro PNC, Vieira NFC, Alves MDS. Compreensão da epidemia de AIDS nos últimos 25 anos. DST- Jornal Brasileiro de DST. DST – J bras Doenças Sex Transm 2007; 19(1): 45-50

- Delors J. Os quatro pilares da educação. In: Educação um tesouro a descobrir. UNESCO, MEC. São Paulo: Cortez, 1999. p. 89-102. (Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre educação para o século XXI)

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2016 Cosme Sueli de Faria Pereira, Cláudia Mara de Melo Tavares

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional.