Julio- Septiembre

Tabla de contenidos

ART√ćCULOS ORIGINALES

Perfil clínico-epidemiológico de pacientes atendidos em ambulatório psiquiátrico

Introdu√ß√£o: caracterizar os usu√°rios com transtornos mentais nos diversos servi√ßos de sa√ļde √© de extrema import√Ęncia para o planejamento e implementa√ß√£o de mudan√ßas na pol√≠tica assistencial.
Objetivo: descrever o perfil clínico-epidemiológico de pacientes atendidos em ambulatório psiquiátrico.
Métodos: foram analisados 97 prontuários de pacientes do anexo psiquiátrico de um hospital general do município de Jequié, Bahia, Brasil. Os dados foram coletados utilizando-se um formulário, processados através do software SPSS, versão 15.0, e analisados através da estatística descritiva simples.
Resultados: 54,6 % dos pacientes s√£o do sexo masculino; 29,9 % est√£o na faixa et√°ria de 30-39 anos; 56,8 % faziam uso de antipsic√≥ticos neurol√©pticos; 54,6 % evolu√≠ram com orienta√ß√£o durante as consultas; 94,1 % das vari√°veis apresentaram incompletude das informa√ß√Ķes.
Conclus√£o: os pacientes t√™m sido beneficiados com o tratamento ambulatorial e a terap√™utica farmacol√≥gica, evoluindo com remiss√£o dos sintomas psicopatol√≥gicos, necessitando de utiliza√ß√£o de estrat√©gias alternativas para complementar o tratamento. O registro adequado e organizado dos prontu√°rios √© fundamental para subsidiar o direcionamento na produ√ß√£o do cuidado, possibilitando o planejamento das a√ß√Ķes e gest√£o de pol√≠ticas de sa√ļde mental.


Diego Pires Cruz, Edite Lago da Silva Sena, Ramon Missias Moreira, Jules Ramon Brito Teixeira, Laís Santana Santos Pereira Lira, Karla Ferraz dos Anjos, Vanessa Cruz Santos
944 lecturas
Conhecimento sobre HIV/aids e a utilização do preservativo entre os participantes do carnaval

Introducci√≥n: o HIV/aids persiste como um importante problema de sa√ļde p√ļblica. Durante o carnaval, evento marcado por forte apelo √† sensualidade, atrativos para realiza√ß√£o de pr√°ticas sexuais s√£o comuns.
Objetivos: caracterizar o p√ļblico participante do carnaval, identificando seus conhecimentos frente ao HIV/Aids e a utiliza√ß√£o do preservativo.
M√©todos: trata-se de uma pesquisa transversal, realizada em mar√ßo de 2011, no samb√≥dromo do Rio de Janeiro, Brasil. Fizeram parte do estudo expectadores, foli√Ķes e trabalhadores dos desfiles carnavalescos, com idade de 18 anos ou mais, num total de 630 participantes selecionados aleatoriamente, que responderam a uma entrevista estruturada, nas arquibancadas e √°reas de concentra√ß√£o das escolas de samba. Os dados foram posteriormente tabulados e organizados com aux√≠lio do software Sphynx.
Resultados: a maioria s√£o mulheres (55,7 %), vivem com companheiro (52,3 %) e possuem n√≠vel m√©dio de escolaridade (54,8 %). Quanto ao conhecimento sobre os modos de transmiss√£o do v√≠rus, os participantes informaram: rela√ß√Ķes sexuais (anal e vaginal sem preservativo) (96,7 %), sangue (91,3 %), rela√ß√£o sexual oral sem preservativo (74,1 %), de m√£e para filho durante o parto (64,9 %), pelo leite materno (50,6 %), assentos de vaso sanit√°rio (21,6 %), beijo na boca (20 %) e insetos (17,6 %). Quanto ao uso do preservativo com parceiros est√°veis, 35,4 % usam sempre e 35,7 % nunca utilizam, com parceiros casuais 66,8 % usam sempre.
Conclus√Ķes: ainda persiste no conhecimento popular a desinforma√ß√£o acerca do HIV/aids, o que pode acarretar vulnerabilidade √† infec√ß√£o e o preconceito. Medidas de educa√ß√£o em sa√ļde tornam-se necess√°rias para o esclarecimento das pessoas e preven√ß√£o de agravos.

Márcio Tadeu Ribeiro Francisco, Vinícius Rodrigues Fernandes Fonte, Thelma Spindola, Elizabeth Rose Costa Martins, Cristiane Maria Amorim Costa, Carina D'Onofrio Prince Pinheiro
824 lecturas
Vivenciando o tratamento hemodial√≠tico pelo portador de insufici√™ncia renal cr√īnica

Objetivo: compreender como o portador de Insufici√™ncia Renal Cr√īnica (IRC) percebe a doen√ßa e o tratamento hemodial√≠tico.
M√©todos: estudo descritivo, com abordagem qualitativa com a utiliza√ß√£o da Teoria Fundamentada nos Dados como referencial te√≥rico-metodol√≥gico. O cen√°rio do estudo foi uma unidade hemodial√≠tica terceirizada que presta servi√ßo ao Sistema √önico de Sa√ļde localizada no munic√≠pio de Montes Claros, Minas Gerais. Os dados foram coletados com 14 portadores de IRC atrav√©s de entrevistas semiestruturadas.
Resultados: identificaram-se tr√™s categorias: ‚ÄúEnfrentamento √† hemodi√°lise: uma quest√£o n√£o resolvida‚ÄĚ; ‚ÄúEspiritualidade e fam√≠lia‚ÄĚ e ‚ÄúExpectativa em rela√ß√£o ao tratamento‚ÄĚ. Por meio das categorias, foi poss√≠vel chegar ao fen√īmeno ‚ÄúVivenciando o tratamento hemodial√≠tico‚ÄĚ. Os discursos dos entrevistados evidenciaram formas diversificadas de enfrentamento √† doen√ßa renal cr√īnica e √† hemodi√°lise. Alguns percebem a vida com grandes limita√ß√Ķes. Outros enxergam no tratamento uma forma de manuten√ß√£o da sobreviv√™ncia.
Conclus√Ķes: o portador percebe as diversas modifica√ß√Ķes ap√≥s a doen√ßa e que o tratamento dele √© enfrentado positivamente quando o v√™ como uma forma de manuten√ß√£o da vida; por√©m ele v√™ de forma negativa quando h√° sentimentos de depend√™ncia da m√°quina de hemodi√°lise e limita√ß√Ķes. As expectativas acerca do transplante renal foram ambivalentes, uma vez que alguns manifestavam interesse em transplantar, enquanto que outros, por causas espec√≠ficas, n√£o vislumbram sua realiza√ß√£o.

Cristiane Ferreira Silva, Thalita Ribeiro Santos, Thiago Luis de Andrade-Barbosa, Carla Silvana de Oliveira Silva, Ludmila Mour√£o Xavier-Gomes
1107 lecturas
Assist√™ncia ao parto sob a √≥tica das mulheres atendidas em um hospital p√ļblicoIntrodu√ß√£o: nas √ļltimas d√©cadas, notadamente a partir dos anos 1970, com o ressurgimento do movimento feminista, tem lugar as cr√≠ticas √† ideologia da maternidade, tendo como focos a desapropria√ß√£o do pr√≥prio corpo pelas mulheres e o exerc√≠cio da reprodu√ß√£o como um direito que inclui necessariamente, o acesso a servi√ßos de sa√ļde de qualidade.
Objetivos: analisar a assist√™ncia ao parto sob a √≥tica das mulheres atendidas em um hospital p√ļblico de ensino da cidade do Recife-Pernambuco, Brasil. Caracteriza-se como descritivo, explorat√≥rio, com abordagem qualitativa.
M√©todos: estudo descritivo, explorat√≥rio com abordagem qualitativa. Os dados foram coletados por meio de uma entrevista semiestruturada a vinte mulheres em um hospital p√ļblico da cidade do Recife-Pernambuco, Brasil, no ano de 2011 e posteriormente analisados pela t√©cnica do Discurso do Sujeito Coletivo.
Resultados: mostram o desejo dessas mulheres em serem bem atendidas, enfatizaram os cuidados ofertados no parto por enfermeiras que rompem com a fragmenta√ß√£o e medicaliza√ß√£o anteriores, favorecendo a compreens√£o do parto como um evento fisiol√≥gico. As mulheres mostraram sua indigna√ß√£o com a imposi√ß√£o de condutas, verticaliza√ß√£o de a√ß√Ķes, e a falta de respeito √† autonomia no processo decis√≥rio.
Conclus√Ķes: no cen√°rio de uma assist√™ncia ao parto marcada por diferentes modelos de aten√ß√£o, coexistem profissionais que prestam o cuidado de forma integral e outros que reafirmam opress√£o e poder sobre o corpo da mulher, institucionalizado pelo modelo biom√©dico.
Leonildo Severino Silva, Analucia de Lucena Torres, Elizabeth de Souza Amorim, Waldemar Brand√£o Neto, Enilda Rosendo do Nascimento
838 lecturas
Características ambientais e ocupacionais do trabalho docente da rede estadual de um município brasileiro

Introdu√ß√£o: estudos realizados nas √ļltimas d√©cadas apontam uma grave situa√ß√£o no que diz respeito ao ambiente de trabalho docente.
Objetivo: descrever as caracter√≠sticas ambientais e ocupacionais do trabalho docente da rede estadual do munic√≠pio de Jequi√© ‚Äď BA.
M√©todos: estudo seccional com amostra de 300 professores da rede estadual de ensino. Para coleta de dados utilizou-se question√°rio padronizado, com informa√ß√Ķes sobre caracter√≠sticas sociodemogr√°ficas e referentes ao ambiente de trabalho f√≠sico e organizacional. Os dados foram analisados utilizando procedimentos da estat√≠stica descritiva como m√©dia, desvio padr√£o e frequ√™ncia simples e relativa.
Resultados: a m√©dia de idade dos entrevistados foi de 39 (DP=10,18) anos, sendo a maioria do sexo feminino.Com rela√ß√£o √†s caracter√≠sticas ambientais as queixas predominantes foram nos aspectos referentes √† luminosidade inadequada (84,8 %), seguida pela temperatura (77,4 %), mobili√°rio (68,3 %) e ac√ļstica (61,7 %). O desgaste na rela√ß√£o professor-aluno foi o aspecto mais referido dentro das quest√Ķes organizacionais do trabalho (55,7 %). A insatisfa√ß√£o com a profiss√£o chega a atingir 40 % dos entrevistados.
Conclus√Ķes:
o ambiente laboral insalubre pode comprometer a qualidade do trabalho prestado e desencadear patologias tempor√°rias ou definitivas. Os dados mostram necessidade de maior aten√ß√£o por parte dos gestores p√ļblicos para adequa√ß√£o do ambiente de trabalho dos professores √†s necessidades aqui apontadas a fim de oferecer seguran√ßa e bem-estar no trabalho, al√©m prevenir complica√ß√Ķes de sa√ļde e absente√≠smo.


Lelia Renata Carneiro Vasconcelos, Saulo Vasconcelos Rocha, Jefferson Paix√£o Cardoso, Sonia Martins Teodoro
389 lecturas
Aline Cristiane de Sousa Azevedo Aguiar, Lucas Amaral Martins, Luana Ara√ļjo dos Reis, T√Ęnia Santana Menezes Barbosa, Climene Laura de Camargo, Marta dos Reis Alves
1392 lecturas
Comportamiento de la cefalea post punción dural

Introducción: los síntomas subjetivos de la cefalea post punción lumbar se relacionan con los elementos neurales estimulados.
Objetivo: caracterizar el comportamiento de la cefalea post punci√≥n dural en pacientes tratados con bloqueo espinal en los hospitales Luc√≠a √ć√Īiguez y Vladimir I Lenin.
M√©todos: estudio descriptivo y transversal en 80 pacientes de 16 a 60 a√Īos, tratados en cirug√≠a con anestesia espinal en el servicio de anestesiolog√≠a de los hospitales Lucia I√Īiguez y Vladimir I Lenin entre noviembre de 2012 y abril de 2013, seg√ļn estado f√≠sico: pacientes sanos y pacientes con enfermedades sist√©micas compensadas. Se aplic√≥ el m√©todo de chi cuadrado.
Resultados: entre las edades de 16 ‚Äď 30 a√Īos, predomina el grupo ASA I en la aparici√≥n de cefalea post punci√≥n dural con el 15 %, la cefalea post punci√≥n dural apareci√≥ en el 10,0 % de los pacientes donde se utiliz√≥ aguja n√ļmero 22G, el 16,3 % present√≥ cefalea post punci√≥n dural al movilizarse fuera de cama, en el 8,8 % apareci√≥ la cefalea post punici√≥n dural en las primeras 24h de los pacientes estudiados y en el 7,5 %, despu√©s de las 24h.
Conclusiones: predomin√≥ el grupo de 16 a 30 a√Īos y g√©nero femenino. Seg√ļn el estado f√≠sico, se present√≥ la cefalea con mayor frecuencia en pacientes sanos. La movilizaci√≥n temprana del paciente contribuye a disminuir la frecuencia de aparici√≥n de la cefalea.

Yosvanis Cruz Carballosa, Yanet Beatriz A√Īel Liranza, Ariamna Mart√≠nez Rondon, Milagro Solmis Iraola Leyva, Marbelis Mejias Pupo, B√°rbara Serrano Rosaux
841 lecturas

Artículos de Revisión

Interven√ß√Ķes de Enfermagem voltadas para o Autocuidado de pacientes com Insufici√™ncia Card√≠acaIntrodu√ß√£o: a insufici√™ncia card√≠aca constitui um importante problema de sa√ļde p√ļblica com elevada incid√™ncia e taxas de mortalidade, sendo uma s√≠ndrome cl√≠nica complexa que envolve a√ß√Ķes espec√≠ficas de autocuidado.
Objetivo: de identificar as interven√ß√Ķes de enfermagem voltadas para o autocuidado de pacientes com insufici√™ncia card√≠aca.
Métodos: revisão integrativa da literatura. Foram selecionados artigos disponíveis na íntegra, nas bases de dados CINAHL, MEDLINE e LILACS, em português, inglês e espanhol, cuja metodologia adotada permitiu obter níveis de evidências fortes. A amostra final constituiu-se de 10 artigos.
Resultados: apontaram quatro categorias de interven√ß√Ķes: utiliza√ß√£o de contato telef√īnico e outras tecnologias; interven√ß√£o ambulatorial em grupo ou individual, realizada por enfermeiro ou equipe multiprofissional; visita domiciliar e interven√ß√£o hospitalar com seguimento p√≥s-alta.
Conclus√Ķes: As interven√ß√Ķes com uso de tecnologias s√£o mais frequentes e apresentam resultados positivos sobre o autocuidado. No entanto, n√£o h√° evid√™ncias sobre desfechos cl√≠nicos e resultados em longo prazo. Interven√ß√Ķes iniciadas no hospital s√£o fortemente recomendadas, independente do tipo de seguimento.
Larissa Bertacchini de Oliveira, Heloisa Ribeiro do Nascimento, F√°bio da Costa Carbogim, Vilanice Alves de Ara√ļjo P√ľschel
687 lecturas

Redes de Enfermería

Red Iberoamericana de Investigación en Educación en Enfermería - Região Brasil

Introdução: a Red Iberoamericana de Investigación en Educación en Enfermería, foi constituída no ano de 2009 e o Brasil se tornou uma região independente a partir do ano de 2013.
Objetivos: descrever a experiência de criação da Rede Iberoamericana de Investigação em Educação em Enfermagem - Região Brasil e identificar os temas prioritários de investigação no país.
M√©todos: relato de experi√™ncia. Para constituir a Rede foram identificados e convidados os l√≠deres dos 38 grupos de pesquisa de Ensino em Enfermagem e docentes de institui√ß√Ķes de ensino superior em Enfermagem no pa√≠s, que desenvolvem pesquisas nesta tem√°tica.
Resultados: dos 268 convidados, 74 se tornaram membros da Rede. Todos s√£o provenientes de Institui√ß√Ķes P√ļblicas de Ensino, sendo 90 % doutores. Dos temas priorit√°rios para investiga√ß√£o no pa√≠s relatados pelos membros, se destacaram: estrat√©gias de ensino que sejam capazes de promover o pensamento cr√≠tico e reflexivo nos estudantes de gradua√ß√£o e estrat√©gias para superar a lacuna entre o ensino te√≥rico e a pr√°tica de campo.
Conclusão: a iniciativa no Brasil representa marco importante para o incremento de pesquisas em Educação em Enfermagem em redes colaborativas, visando à melhoria da qualidade das pesquisas e da educação em enfermagem no país e na Iberoamérica.

Larissa Bertacchini de Oliveira, Vilanice Alves de Ara√ļjo P√ľschel
437 lecturas